Encabezamiento

O PROJECTO

Inicio

Soldado
Máscara
OBJECTIVOS
O PROJECTO

O Projecto “MÁSCARAS” está concebido como uma actuação integral para proteger e conservar, promover e desenvolver de forma sustentável um aspecto cultural de grande tradição na zona de fronteira entre Bragança-Zamora, conhecida como a as “festas de inverno”, associadas às máscaras.

Esta actuação integral consiste em três grandes actividades:

A Primeira:

- Esta primeira actuação começa pela remodelação e recuperação de um edifício para criar um museu em Bragança, dedicado à exposição de objectos e indumentaria associada à “festa de inverno” para o qual iniciaram-se o processo de reabilitação do “Edifício da Cidadela”. Este museu acolher-se-á uma exposição dos elementos característicos associados a esta tradição de grande arraigo entre o povo. Consistirá de um resto chão, primeiro e segundo andar, todo projectado para actividades de musealização.

- Paralelo a este museu habilitar e recuperar-se-á outro edifício com dupla finalidade, que estará dividido em dois andares: o primeiro constará de um ponto de informação e venda de produtos referente à temática das “máscaras” , no segundo andar situar-se-á uma área interactiva onde os artesãos, produtores das máscaras e trajes, possam mostrar ao vivo a confecção dos tradicionais trajados associados às festividades das máscaras.

- Complementarmente aos dois edifícios, realizar-se-á um estudo de análise de conteúdos, e seguimento das instalações do “Museu Municipal da Máscara” através do protocolo de cooperação entre o Município de Bragança e a “Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Bragança” com o propósito de assegurar e fomentar a cooperação entre as instituições relacionadas, desenvolvendo sinergias a nível de recursos humanos e matérias que contêm ambas instituições.

A segunda:

Actividades de difusão em determinadas áreas.

- Desenvolvimento de actividades de protecção e promoção do património local, criando uma Bienal entre Zamora e Bragança, na qual realizar-se-á actividades, conferencias, concursos, exposições…com intenção de identificar a comarca nas rotas de eventos internacionais e em relação à temática da máscara.

- Criar um Site na Internet ou portal temático que divulga todas as actividades desenvolvidas e o projecto em geral. Compreende-se como um ponto de encontro e intercambio de experiencias entre usuários e artesãos.

- Elaboração de um catálogo e calendário conjunto onde se recolhe a tradição associada às “máscaras” e estabelecer-se-á uma rede de artesãos entre Bragança-Zamora, como uma rota conjunta que fomente laços e correntes turísticos transfronteiriços.

- Realização de dois seminários transfronteiriços de carácter conjunto, em Bragança e outro na cidade de Zamora, para disseminar, promover e realizar intercambio de experiencias e metodologias, para estabelecer sinergias entre todos os agentes locais de desenvolvimento, instituições (públicas e privadas) como artesãos.

A terceira:

Esta actividade do projecto consiste em realizar um estudo para concede-lo como “Manifesto de Interesse Cultural” e para a posterior candidatura à UNESCO como Manifesto de Interesse Imaterial.

Esta actividade do projecto vai dirigida a:

- Salvaguardar o património cultural.

- Respeitar o património cultural das comunidades, grupos e indivíduos,.

- Sensibilizar de forma local, nacional e internacional a importância do património cultural como aspecto essencial do progresso e do desenvolvimento sustentável das comunidades.

Os objectivos previstos

- Construção de infra-estruturas para a protecção, salvaguarda, manutenção e impulso do património cultural imaterial associados à tradição das máscaras.

- Recuperar as actividades culturais associadas às “mascaradas” na área de intervenção.

- Criar uma rede de artesãos transfronteiriços para estabelecer contacto permanente entre actividades sectoriais para manter e preservar o património cultural imaterial associado aos festejos e ritos.

- Celebrar dois seminários transfronteiriços de difusão e promover as actividades culturais de grande tradição na zona fronteiriça.

- Elaborar uma publicação conjunta para a criação da rota de artesãos a nível transfronterizo, como uma rota de actividades culturais e turísticas associada ao festejo das “máscaras”.

- Optimizar e aproveitar os recursos endógenos na colaboração transfronteriza e o desenvolvimento equilibrado das duas regiões.

- Fomentar a cooperação e aproveitar as complementaridades com os outro programas existentes e aqueles gerados a partir da inovação e o conhecimento, como prosseguir um desenvolvimento equilibrado nas regiões em relação às necessidades reais e conforme as potencialidades detectadas.

- Elaborar um estudo conjunto das actividades culturais relacionadas com a temática das máscaras em três línguas; português, espanhol e inglês.

-

Castellano - Ingles - Portugues

Conforme según los estándares: CSS 2.0 + W3C WAI-AA. Diseño + programaciónIsertia